Pirilica

abr 20, 2012 by

Pirilica

Pra quem vive num aquário resta confiar no Maestro dos oceanos

O Pirilica é o mais novo melhor amigo da minha filha. Suas cores vermelho-escuro e azul-petróleo hipnotizam os olhos arregalados da minha princesinha. Enquanto ele flutua feito rei, ela baba parecendo fã. E eu perdi o trono do “centro das atenções” dela pra um peixe-beta de sete reais num aquário de meio palmo. Por que Pirilica? Resposta tão fácil quanto decifrar o universo mental de uma menina de três anos. Ela decidiu e eu obedeci registrando tal nome no Cartório do Mundo Marinho. Ah, e sem xarás – também pudera – Pirilica?!

Interessante é notar a vocação de cuidado que se revelou naquele corpinho infantil. Assim que ela acorda, já puxa a cadeira da sala, sobe na cômoda da cozinha, e começa bater-papo com sua criaturinha aquática. “Oi, Pirilica, ocê tá bem? Dia bunito, né?”, e assim vai o diálogo de profundidades abissais entre uma criança tentando falar com um peixe buscando escutar. A seguir, ela joga quatro bolotinhas de ração, faz um carinho no vidro, e toca sua vidinha adiante.

“Intão tá, Pirilica, num sai daí, viu? Eu cuido docê! Bêjo…

Fôfo demais para um pai babão, certo? E lindo demais para um humano buscando chão. Como assim? É que esta relação parece uma caricatura de Deus com a gente. Tem vezes que nos sentimos desorientados colecionando galos na cabeça de tanto bater no vidro. Não deciframos inúmeros enigmas, nem desamarramos os nós dos problemas. Só ficamos lá: boiando pelo dia sem entender ou ser entendido.

Até percebermos que nosso universo pequeno e frágil repousa nas mãos dAquele que decidiu cuidar da gente. Para sempre. Quer saber? Pra quem vive num aquário resta confiar no Maestro dos oceanos. Se nós somos seres de estimação exibidos no palácio divino das galáxias invisíveis, nosso Dono jamais se esquecerá de nós. Mesmo sem entender os imensos gestos dEste enorme Ser pra lá do vidro, temos que aprender a confiar no carinho onipotente dEle.

Posso dar uma dica? Nunca esqueça que aquilo que parece nosso mar de lutas pode ser mero copo balançando entre os dedos do Todo-Poderoso. Não há porque tremer na alma se você conseguir acreditar na onisciência que controla as marés. Jamais qualquer ser humano – que manda ou obedece você – será capaz de lhe dar mais segurança do que a paz do Céu ancorando seus sonhos. É somente este Deus extraordinário que realmente pode sustentar seu microcosmo de incertezas no macrocosmo da esperança.

Minha filha voltou aqui pra dar uma espiadinha rápida no Pirilica. Viu, sorriu e sumiu berrando suas travessuras. Enquanto eu olho pra cima e agradeço o Senhor por também cuidar de mim. Até aquele dia inimaginável quando sairei do meu aquário pra mergulhar de uma vez por todas nas águas da eternidade. Serei livre para sempre e feliz como nunca.

Pense nisso. Agüente mais um pouquinho. E viva admiravelmente como um tranqüilo peixe-beta.

Ou, melhor ainda, como um verdadeiro filho do Criador.

.

.

Related Posts

Share This