O Bom do Melhor

dez 26, 2012 by

Quando lembro que quase perdi neste ano as duas pessoas que mais amo no mundo – minha esposa e filha – sinto um calafrio imediato despertando minha apatia. Reclamar do quê? Passar de raspão na terrível possibilidade de lamentar num cemitério enxuga imediatamente qualquer lágrima provocada por serzinhos mais fúteis e falíveis. Se Deus libertou nossa família da tragédia de um acidente, por que eu iria me incomodar com um sapato apertado? Jamais! À sombra do muito pior, não deixarei que o melhor estrague o maravilhosamente bom. Se minha vida...

read more

Ei, por quê?

mai 22, 2012 by

Pronto! Era o que faltava. Minha filha entrou em cheio no mundo incansável dos “por quês”! Incansável pra ela – afinal, pra gente já virou anúncio de vendedor de garapa berrando em feira de domingo. Tá louco, meu, é uma reza mais repetitiva que grunhido de arara. Simplesmente, não pára! Pai, por que você chegou agora? E por que tá com gravata amarela? Por que a cara de cansado? Por que este pijamão aí? Por que a lua empurra o sol pra longe? Por que eu tenho...

read more