A Cadeira Dela

jun 15, 2012 by

Homenagem a todas as mulheres que - assim como minha esposa Ellen - fazem o impensável para seu marido lidar com o impossível! (Pensem nisso e sintam-se TUDO!)

read more

Caixa Preta – 2 (Vez delas!)

jun 4, 2012 by

Agora é a hora de abrir a Caixa Preta da cor pink. Você que leu o texto trazendo de volta as incríveis mães pra passarela das esposas sedutoras, prepare-se! Chegou a vez delas revelarem suas expectativas femininas tantas vezes não explicadas. E, por causa disso, muitos abismos se instalam feito crateras no relacionamento pós-paternidade. Quer saber? É fácil apontar o dedo – difícil é vestir a carapuça. Tem homem exigindo das heroínas-mães-esposas mais do que sua “fraqueza em compreender” consegue sob a criptonita da rotina. E mudar as coisas no universo masculino parece um cataclisma, não é? Então, lá vai: pra quem é todo machão, não espere da sua mulher o marido que você não é! (...)

read more

Caixa Preta – 1

jun 4, 2012 by

Pronto. Decidi. Vou abrir a caixa-preta perigando revelar você. Se doer, desculpa aí! Minha intenção é discutir com carinho uma tragédia anunciada. Até porque ninguém fala disso – inclusive os bons maridos emudecidos pela fortaleza delas. E já que me encantei ainda mais com minha eterna namorada por me deixar escrever, quem sabe possa lhe ajudar. Pronto? Mesmo? Então lá vai! Mulheres, por favor, tomem cuidado pra não se tornarem mães demais e esposas de menos. (...)

read more

Blu-ray de Glacê

out 27, 2010 by

Acabo de saber que minha filha fez uma declaração de amor pra minha chegada. Sabendo que o “pai coruja” voltaria, seus dotes artísticos de Monet e Picasso se expressaram numa obra de arte de valor incalculável: um tubo inteiro de Hipogloss branco espalhado na tela impecável de nossa TV de LED...

read more

Esquina de Casa

set 23, 2010 by

Reflito sobre a volta pra casa. Por que pra mim é algo inspirador e para outros nem sempre? Enquanto a esquina de casa acelera o coração de uns, outros veem o peso nos ombros ganhando toneladas extras, e o que era pra ser a liberdade aliviando a rotina deforma-se em mera obrigação disfarçada no sorriso amarelo. Então, por que a casa de uns vira casebre pra outros?

read more